Chora de Sames de Bacalhau

Uma estreia cá em casa.
Chora de Sames de Bacalhau, um prato tradicional da Beira Litoral, mais propriamente das suas comunidades piscatórias, que comi pela primeira vez no bastião da cozinha regional que é o restaurante Carrossel na Figueira da Foz.
Uma das muitas descobertas proporcionadas por um amigo da terra, companheiro de muitos momentos à mesa, que tem feito o favor de me dar a conhecer algumas das maravilhas da região. Se algum dia precisarem de dicas na zona da Beira Litoral é ele o vosso homem.

A cópia…
…e o original (com línguas em vez de sames).

Gabarolice à parte, para uma primeira tentativa estava deliciosa, mas há pormenores a melhorar. Com bom tomate o caldo ficará mais ligado e apurado, a massa também deverá ser mais pequena e a salsa, que desta vez entrou no preparado, irá finalizar fresca só no momento de ir à mesa. Um dos segredos deste prato, que faz toda a diferença, é um golpe de bom vinagre no momento de servir.

Lamentavelmente nunca escrevi aqui sobre o restaurante Carrossel, um local que deveria ter o estatuto de interesse cultural, pois cada vez existem menos lugares com receituários como este, que serão os últimos bastiões da nossa mais autêntica cozinha regional. Inacreditável é como um lugar destes não consta num guia que pretende ser uma referência como o Boa Cama Boa Mesa, em detrimento de lugares da moda, desprovidos de alma, alguns que acabam por fechar passados meia duzia de meses. Opções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *