Quinta do Convento Branco 1999

Do Vale do Távora chega-nos mais uma história inspiradora à volta do vinho. Não é caso único, existem outras semelhantes, mas nem por isso deixa de ser menos fascinante. 

Quando em 2018 Christoph Kranemann adquiriu a Quinta do Convento de São Pedro das Águias estava longe de imaginar que iria encontrar perdidas nas catacumbas da propriedade, junto a pipas de vinho do Porto antigo e outros vinhos, cerca de 2000 garrafas de um branco velho. Após a avaliação das mesmas pela equipa de enologia, liderada por Diogo Lopes, qual a surpresa quando verificaram que não só o vinho estava bom como tinha tido uma excelente evolução e chegado aos nossos dias em perfeitas condições de consumo. Uma descoberta que entusiasmou toda a equipa, que mais tarde vieram a descobrir tratar-se de um branco da colheita de 1999 proveniente de vinhas velhas situadas em frente ao convento.

A decisão de o lançar para o mercado foi fácil e agora cá temos, cerca de 20 anos depois, a edição especial do Quinta do Convento Branco 1999 disponível no mercado. E de facto foi uma boa decisão, pois o vinho está impecável, com as naturais notas de evolução, untuoso, mas muito elegante e equilibrado, ainda com muita frescura, a mostrar na perfeição o bom que pode ser um branco velho duriense. Não é barato (cerca de 30€), nem podia ser dadas as circunstâncias, mas é uma curiosidade muito interessante para apreciadores de vinhos velhos ou coleccionadores.

NOTA: Este vinho foi enviado pelo produtor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *