Número Primo Reserva Tinto 2018

O vinho é partilha, é companheirismo, é amizade, por isso é tão natural quando gostamos de um vinho querer dá-lo a conhecer a quem partilha esta paixão connosco. Hoje falo de um jovem projecto no Douro que um amigo fez o favor de me dar a conhecer, oferecendo-me esta garrafa. Um vinho do Douro chamado Número Primo Reserva Tinto 2018. Nunca tinha ouvido falar destes vinhos e foi numa consulta ao seu site que descobri tratar-se de um projecto familiar, de três primos, na zona de São João da Pesqueira.

Uma aventura que abraçaram sem especiais conhecimentos técnicos e por esse motivo convidaram o enólogo Luís Tiago de Carvalho para assumir toda a produção e enologia. As vinhas da família são compostas por castas tradicionais do Douro, com idades médias de 30 anos e estão situadas em diversas zonas do Cima Corgo, com diferentes altitudes e exposições solares. É essa diversidade que procuram, de vinhos vinificados de formas diferentes, que possam dar mais liberdade para compor os lotes que desejam.

Para este tinto, as uvas de Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca, provenientes de diferentes vinhas, fermentaram uma parte em lagar tradicional de pedra e outra em cubas de inox. Depois seguiu-se um estágio de 26 meses em barricas de carvalho francês.
Concentrado na cor e bastante aromático, o nariz é dominado pelas notas de barrica, pela fruta madura e por sugestões florais, resultando num conjunto com boa complexidade. Na boca, encontramos um vinho guloso e atractivo, sumarento, macio, com o travo da barrica igualmente presente, a combinar com os frutos vermelhos e uma boa acidez. É um tinto do Douro encorpado, com presença e persistência, que fará as delícias dos muitos adeptos do estilo. Penso que poderia melhorar com menos protagonismo por parte da barrica. Palavra final para a imagem e o rótulo, bem conseguido, que se percebe ter sido alvo de um cuidado especial.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.