Chinado Branco 2017

Não é caso virgem ver enófilos passar para o lado da produção como evolução natural da sua paixão, sempre houve e sempre continuará a haver. Mas não deixa de ser um grande prazer ver companheiros de tertúlias a lançarem-se nestas aventuras vínicas. Desta vez foi o João Tereso, que a partir da sua Vinha do Fazendeiro, em Alcobaça, lançou a gama de vinhos Chinado. Ainda não tinha tido a oportunidade de conhecer os vinhos mas agora, finalmente, bebi o Chinado Branco de 2017, o primeiro vinho lançado por este projecto.

É um lote onde a Fernão Pires e a Vital são as castas maioritarias, num branco com personalidade, pela contenção, seco, fresco, simples mas tão longe da banalidade. Não tem uma grande estrutura, mas tem muito carácter, sem aromas desnecessários e com uma acidez viva e bem colocada que lhe prolonga o final. É uma óptima estreia, a deixar água na boca para os restantes Chinados. Não deve beber-se muito frio, sob pena de se perder o melhor da festa. Custou-me 13,50€ na Garrafeira Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *