Conceito Vinhos na Wines 9297

Em tempo de pandemia e confinamento, a Wines 9297 continua a encurtar distâncias para os seus clientes através de mais uma excelente prova online, desta vez a cargo da Conceito Vinhos. Foi uma viagem virtual ao Douro de Rita Marques, por intermédio de 6 vinhos, alguns em estreia absoluta. Na ausência da produtora, a condução da prova esteve a cargo do enólogo Manuel Sapage e de João Chêdas da distribuidora Decante.

A Conceito Vinhos detém neste momento cerca de 90 hectares de vinha, a maioria delas no Douro Superior, em Sebadelhe, na zona do Vale da Teja e as restantes já na região das Beiras, na zona da Mêda. São vinhas velhas de altitude, complementadas por outras de castas tradicionais da região. Algumas destas vinhas chegam a estar a 800 metros de altitude.

Passando à prova, os vinhos foram os seguintes:

Contraste Branco 2018. Vinhas da zona de Sebadelhe, no Douro Superior. Uma parte do lote é de Vinhas Velhas, complementado por Arinto, Côdega, Côdega de Larinho e Rabigato. 30% do vinho teve fermentação e estágio durante 7 meses em barrica, enquanto que o restante apenas viu o inox. Um branco que gostei e que, apesar da sua juventude, foi um dos meus vinhos favoritos da prova. Contido, muito fresco, com mineralidade e acidez bem marcada, num perfil muito elegante. O trabalho de barrica está perfeito. Excelente relação qualidade-preço (pvp 9€).

Conceito Branco 2018. Vinhas velhas com cerca de 90 anos. Fermentado e estagiado durante 9 meses em barrica. Leve sugestão de barrica, fruta madura, alguns citrinos e notas minerais também. Boa presença de boca, rico e profundo, com a barrica a surgir de novo, num conjunto que é muito bem equilibrado por uma excelente acidez. Ainda jovem (pvp 27€).

Contraste Tinto 2018. Lote de Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz, com 18 meses de estágio em barrica. Perfil muito Douro. Concentrado, frutado, com corpo, algumas notas vegetais e de erva seca, a lembrar as estevas da região. Ainda jovem, com tanino fino, bem equilibrado por acidez fina e presente (pvp 9€.

Legítimo Tinto 2016. Uma estreia. A primeira colheita desta referência. Menos concentrado que o Contraste, mantém o mesmo perfil frutado, aqui numa abordagem mais leve e elegante. Boa presença e persistência, equilibrado por boa acidez que lhe confere um final com muita frescura (pvp 13€).

Conceito Tinto 2017. Vinhas velhas em altitude. Muito concentrado e complexo, com um lado de fruta madura em bom diálogo com uma boca rica, encorpada, profunda. Tem uma acidez bem marcada que equilibra o conjunto, proporcionando um final complexo e de grande persistência. Ainda demonstra muita juventude, é um vinho para guardar por muitos anos (pvp 28€).

Ontem Tinto 2016. Os Ontem são os meus vinhos favoritos deste projecto, foi pena não termos tido também o Branco em prova. Vinhas velhas com 90 anos (com baga, rufete e muitas outras castas) a 800 metros de altitude na região da Mêda. 22 meses em barrica. Mais aberto na cor, num estilo mais contido, fino e tenso, de grande elegância, com a fruta vermelha e as notas vegetais em bom diálogo. A barrica está imperceptível, num conjunto complexo, profundo, persistente, com uma acidez muito fina e conferir muita frescura e sabor. Um belo tinto, para beber sem pressas (pvp 27€).

NOTA: Estava este texto a meio quando soube da notícia que a Wines 9297 tinha sido premiada pela revista Grandes Escolhas como a garrafeira do ano de 2020. Fico orgulhoso e feliz pelo triunfo de amigos que têm uma grande paixão pelo mundo do vinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *