Casca Wines (Monte Cascas)

“Casca Wines é o projecto pessoal de dois enólogos que decidiram criar uma marca de vinhos portugueses de grande qualidade. Um projecto que apenas utiliza as melhores uvas de cada região e que procura reavivar as tradições únicas de Portugal”.  É desta forma que Hélder Cunha e Frederico Gomes nos apresentam o seu projecto, no seguimento do convite que nos fizeram para conhecermos os seus vinhos.
Este projecto, que começou na singular região de Colares, não tem vinhas nem adega própria. Os dois enólogos vão fazendo um trabalho de exploração pelo país até encontrarem as vinhas que mais lhes convêm para produzirem os vinhos que ambicionam. A escolha das vinhas, está relacionada com vários critérios, mas o mais importante é que o carácter da região seja espelhado no vinho que dali sair. Nem sempre é possível, por variadas razões, manter as mesmas vinhas de colheita para colheita, pelo que diversidade é coisa que não falta nos seus vinhos.

 

 

A prova ocorreu no Restaurante Avenue by Porsche Design, em plena Avenida da Liberdade, em Lisboa (no espaço do antigo LA Café).

 

Enquanto os vinhos para prova iam chegando à mesa, a conversa ia fluindo pela história dos Casca Wines. Iam-nos transmitindo as dificuldades para chegar até aqui e as ideias para o futuro. A evidente paixão que transmitem ao contar-nos as histórias das vinhas que originam os seus vinhos, reflecte bem a importância das mesmas no conceito do projecto.

 

 

 

 

Camarão Folhado e Ceviche de Espadarte Rosa. Chegaram à mesa para namorar com os brancos e fizeram-no muito bem.

 

 

Para os tintos, cogumelos com alheira e ovo de codorniz e mini-hamburguers.

 

 

 

Nos vinhos o portefólio é vasto e diversificado. Com os Colheita e os Reserva a mostrarem-se mais acessíveis e directos, com a madeira mais presente a arredondar os conjuntos. Mas quando entramos nas gamas mais altas, a música é outra. Vinhos com identidade, feitos para expressar os terroirs minuciosamente seleccionados. De todos os provados, gostei particularmente do Branco Regional Minho, do Alentejo Reserva e do Douro Grande Reserva. Muito interessantes, também, os tintos Single Vineyard Bairrada, Douro e Dão. Há vinhos para todos os gostos, por isso é impossível não gostar destes Monte Cascas.

 

Grande Reserva Douro Tinto 2009, um dos favoritos. Vinhas Velhas do Vale do Pinhão, para um vinho com a fruta e a madeira de grande qualidade (18 meses em carvalho francês novo e de segundo ano) em bom diálogo. Ameixas e cerejas ligam-se às notas tostadas, tudo em harmonia. Muito elegante na boca, redondo, mineral, com taninos muito elegantes e um final persistente. Belo exemplar do Douro. Gostei muito.

 

Os Queijos, para acompanhar os Single Vineyard.

 

Este encontro serviu também para apresentar o novo site do projecto, que estará brevemente disponível. Ao que foi dado a ver, mais informação, um design mais cuidado e uma grande aposta nos elementos gráficos. As fotografias são fabulosas e serão certamente um dos principais atractivos deste site.

 

Frederico Gomes, Rui Lopes (Malhadinha Nova) – o reforço para a enologia dos Monte Cascas – e Hélder Cunha, com motivos para sorrir. Facilmente se percebe pelas suas palavras, a felicidade e a paixão que este projecto lhes proporciona e isso torna tudo mais fácil.

 

Para terminar, uma palavra sobre o espaço que nos acolheu. Aberto desde o verão de 2012, o Avenue by Porsche Design é um espaço cosmopolita, requintado e sofisticado, nitidamente a piscar o olho ao cliente de luxo que passa por esta artéria da cidade. À frente dos fogões está a Chef Marlene Vieira (ex Manifesto), que oferece uma cozinha inovadora a partir de pratos típicos. Tudo o que foi provado estava muito bom, o que deixa excelentes perspectivas para uma visita mais demorada a explorar a carta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *