Restaurantes

Churrasqueira do Marquês (Ajuda, Lisboa)

Não sei se é a primeira vez, mas se não for também não anda muito longe, que faço uma publicação sem uma única fotografia. Para o caso não importa muito, porque o lugar de…

20160316_215249

Leopold Take II (Lisboa)

Nova visita ao Leopold onde Tiago Feio e Ana Cachaço continuam em boa forma num dos projectos mais desafiadores e excitantes que Portugal já teve o prazer de conhecer. As limitações do seu espaço…

20160304_132430

A Tasca do Petrol (Monchique)

Deixemos a grande urbe por instantes. Viremos as costas aos seus restaurantes fancy, cool, trendy, hipster ou com qualquer outro rótulo mais recente e impressionante que ainda não consegui incluir no meu vocabulário, para…

20160123_134934

Tartar-ia (Lisboa)

É incontornável. Depois da febre dos hambúrgueres e das tascas modernas, a comida crua tomou o seu lugar e é actualmente a maior tendência da (moderna, entenda-se) restauração nacional. Ele é tártaros, ele é…

20151107_173505

Comer em Braga

Quem diria que estamos numa das cidades cristãs mais antigas do mundo. Fundada pelos romanos (Bracara Augusta) em 27 a. C. rapidamente se tornou um importante centro industrial e comercial. Ao longo da sua…

20151106_210338

Ferrugem Revisitado

A envolvência rural da pequena aldeia minhota de Portela parece contrastar com a sofisticação da experiência que estamos prestes a viver, mas na realidade, tudo não passa de um complemento. O cheiro da natureza,…

20160109_151707

Rabo d’Pêxe

Aviso à navegação! Há peixinho fresco dos Açores nas Avenidas Novas.

E antes de começarem a fazer trocadilhos com o Sandro G fiquem a saber que Rabo d’Pêxe é o novo restaurante do Chef Filipe Rodrigues (ex Sea Me).

DSC_0056

Sevilha (Andaluzia, Espanha)

Termino a viagem à mesa do La Brunilda, outra referencia do tapeo da cidade. Numa zona muito central, em pleno Bairro El Arenal, o Brunilda é um bar de tapas onde podemos encontrar uma grande diversidade de pratos onde a criatividade e inovação são uma constante. Mas também podemos encontrar as tapas mais tradicionais e uma carta de vinhos de excelente qualidade. Os preços voltam a ser encarados com muito realismo e uma refeição com vinho raramente chega aos 20€ por pessoa.

DSC_0034

Taberna Ó Balcão (Santarém)

Penso que esta publicação demonstra bem a razão do meu entusiasmo pela cozinha de Rodrigo Castelo, é que não são muitos os restaurantes que me levam a fazer 150 km num dia de semana para jantar e regressar noite dentro com um sorriso nos lábios.

20151028_215747

Storik Tapas – João Portugal Ramos

O Storik reinventou-se. O restaurante de Flammes da Rua do Alecrim dividiu-se em dois e juntou ao conceito original um wine bar, numa parceria com os vinhos da João Portugal Ramos. O Storik Tapas,…

IMG_20151015_132830

Quinta da Alameda de Santar no Sommelier Lisboa

Luís Abrantes é um empresário português de sucesso na área do mobiliário, que decidiu alargar os seus investimentos ao sector do vinho. Com a sua empresa, Movecho, sediada em Nelas, a região do Dão…

1

Il Matriciano (Lisboa)

O efeito que a cidade de Lisboa tem sobre os estrangeiros é sobejamente conhecido. Primeiro é a luz, depois a história, logo a seguir a gastronomia, a segurança, a cultura e por aí fora……

DSC_0023

Ó Balcão no Tivoli (Lisboa)

No âmbito do projecto gastronómico de Fátima Moura, Portugal Norte a Sul, foi a vez da cozinha regional do Ribatejo descer a avenida e aterrar no restaurante do Tivoli Lisboa. A vista deslumbrante sobre a baixa da cidade do restaurante Terraço deu as boas vindas a Rodrigo Castelo, o chef ribatejano do Taberna Ó Balcão em Santarém.

IMG_20150907_094808

Bismilla (Lisboa)

Ontem almocei na Índia. Não resisti ao chamamento daqueles aromas que perfumavam a Rua do Benformoso. Lugar simples, autêntico, de gente autêntica, da autenticidade da Lisboa do século XXI. Aquela que os turistas não…

DSC_0038

1300 Taberna (Lisboa)

Já sentados à mesa, os pratos do menu degustação (29,50€) começaram a chegar a bom ritmo. Foram 8 pratos que nos mostraram o nível da cozinha que Nuno Barros está a praticar neste momento. A criatividade e imaginação que eram uma bandeira da 2780 Taberna mantêm-se, mas agora sustentadas por uma cozinha mais adulta, menos experimental, onde a qualidade e a frescura dos produtos, preferencialmente nacionais, assumem um papel preponderante.

DSC_0056

Peixe ó Balcão

A cozinha desta Taberna assenta num receituário tradicional revisitado com criatividade, a partir de produtos frescos e respeitando a sua sazonalidade. Uma formula agora transposta para este novo Peixe ó Balcão, que como o próprio nome indica tem no mar a sua inspiração. Das sopas aos pratos principais, passando pelas saladas e pelos petiscos, esta é uma carta que pretende trazer o Ribatejo à mesa dos lisboetas através de uma abordagem mais simples, mais à imagem do conceito food court.

combinado tradicional

Sushic Mercado

Agora, com a abertura do renovado Mercado de Algés (oh não, ainda há sites com música!), os visitantes deste novo espaço vão poder ter acesso à carta do reconhecido restaurante de Almada, aqui numa abordagem mais simples. Tempuras, latinhas de ceviche ou tártaros, temakis, makis e obviamente, os combinados de sushi e sashimi, perfazem a oferta da cozinha do Sushic Mercado, liderada pelo Chef Mário Ribeiro.

IMG_20150713_085722

Prova dos 7 no Joe Best

Estávamos no início de 2011 e apesar de não ter sido assim há tanto tempo, não deixava de ser uma ideia meio louca querer implementar um Supperclub em Sintra, ou um conceito de “Chef em sua casa” (sem ser um chef mediático com programa de tv), ou ainda um conjunto de outros serviços cada um mais arrojado que o outro, tudo isto sustentado pela forte presença que detinha nas redes sociais. Lembro-me de na altura não ter achado a ideia assim tão disparatada e de lhe ter dito que fazia todo o sentido um projecto do género, se não fosse ele, mais cedo ou mais tarde seria outro.